Área Restrita
Amostragem de Solo

Após o georreferenciamento dos talhões e identificação dos mesmos, elaboramos através do nosso pacote tecnológico de imagens de satélite o histórico de abertura da área e NDVI em cada uma dessas áreas é gerada uma malha amostral, respeitando a variabilidade de cada gleba dentro da mesma área, onde serão coletadas as amostras de solos, variando o grid amostral de 3 a 6 hectares. Os quadriciclos são equipados com trados automatizados que coletam amostras de solo de 0 a 05 cm, 0 a 10 cm, 10 a 20 cm, 0 a 20 cm e 20 a 40 cm de profundidade. No equipamento se encontram também um GPS conectado a um computador de bordo, para que o operador visualize as glebas com células e pontos a serem coletadas as amostras. Em cada célula amostral são coletadas de 09 a 12 sub-amostras que juntos e misturadas formam uma amostra composta homogênea, identificada com seu ponto de referência. As vantagens nesse tipo de amostragem são imensas, principalmente no tocante a representatividade das amostras, quantidade de informações para a tomada de decisão mais correta possível, pois são coletadas sempre através de um mesmo padrão, de profundidade, volume de solo, navegação na célula amostral e pelo grande número de sub-amostras. Todas as amostras são cuidadosamente acondicionadas e enviadas para análise nos laboratórios de preferência do produtor.

 

Duvidas? Deixe que nossa equipe lhe auxilie em seu projeto.